Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Folhas Soltas

Folhas Soltas

Tic-toc...

Novembro 02, 2018

Laura Correia

tempo.jpg

 

Já alguma vez sentiram que o tempo está a passar demasiado rápido e que não conseguem fazer aquilo que querem? É isso que tenho sentido nestes últimos meses. Sinto que os dias passam a correr, tanto no trabalho como em casa, faço tanta coisa e, no fim, acabo por não ter tempo quase nenhum para mim. Normalmente, tenho os meus dias completamente preenchidos por trabalho, e, desde há alguns meses para cá, tenho sentido que não tenho oportunidade de fazer aquilo que realmente gosto e que me tem feito falta: fotografar. O que é certo, é que agora, com os dias mais cinzentos e chuvosos, não dá para sair tanto para fotografar, mas, mesmo no verão, sinto que foi algo que me fez bastante falta.

Já nem falo em ir até à praia, apesar de ser algo de que sou adepta, o que me faz falta mesmo é fotografar. Dizem que o tempo "voa" quando nos estamos a divertir. Em algumas situações, eu acredito que seja assim. No meu caso voou com o trabalho, e eu acabei por me divertir pouco. Talvez tenha assim parecido, pois ao ocupar a minha mente não tinha tanta noção do tempo a passar e, por isso, achava que estava tudo a passar a correr. Aproveitei o feriado de ontem para repensar na minha vida e naquilo que queria fazer daí em diante. Não quero continuar nesta correria, sem saber quando vou ter tempo para fazer as coisas de que eu gosto. Por isso fiz um acordo comigo mesma: todos os dias, depois do trabalho, ele fica lá mesmo: no trabalho. Não quero vir para casa a pensar em soluções para os problemas, nem cansada, nem a pensar no que aconteceu. Eu envolvo-me demasiado e ponho todas as minhas forças em tudo aquilo que faço, mas agora também preciso de pensar em mim e na minha saúde. Não posso tratar de ninguém se também estiver a sofrer, não é? Por isso o que resta do meu dia, vou aproveitar para sair, fotografar, estar com amigos, ver séries e filmes, enfim, tudo aquilo que me dá prazer. E acordei comigo mesma que não me posso sentir culpada por esta decisão, e não posso pensar nela como sendo egoísta, pois toda a gente merece tempo para cuidar de si, certo? 

Para mim era complicado também gerir o meu tempo devido ao cansaço, queria fazer tudo ao mesmo tempo, o que me levava a ser um pouco preguiçosa a fazer depois quer seja o que fosse. Mas isso tem de mudar, o meu tempo tem de ser bem aproveitado, pois não serei jovem para sempre. Uma alimentação saudável, praticar desporto e ter um pensamento positivo, serão os meus aliados nesta etapa. E vocês, também sentem-se assim às vezes?

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D