Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Folhas Soltas

Folhas Soltas

Apresentação

Outubro 09, 2017

Laura Correia

 

Olá! O meu nome é Laura e criei este blog para vos falar de mim e do que habitualmente faço. Vejam este blog como uma espécie de diário público onde publicarei as minhas vivências, as minhas felicidades, os meus desgostos, as minhas viagens. Tudo o que achar pertinente. Espero que gostem, e caso se identifiquem com o que irei escrever, não hesitem em deixar um comentário, a entrar em contacto comigo… Sintam-se livres para falar comigo, pois é assim que me sinto quando escrevo.

Tirem o L do meu nome, sabem o que dá? “aura”. Segundo as interpretações místicas a forma e a cor da aura refletem o estado físico, mental e emocional da pessoa. Eu explico: segundo diversas tradições esotéricas e cultos ligados ao espiritualismo, a aura é um campo energético que envolve o nosso corpo físico e nos dá toda a leitura emocional do nosso corpo. Nossos medos, nossas angústias, nossas raivas, enfim, todo o emocional. Nossa aura tem 7 faixas, cada faixa tem uma cor, cada cor está relacionada com a cor dos nossos chacras. Assim, quando você está de bem com a vida, num estado de espírito muito bom, as cores da aura são bem vivas e bem fortes.

Na minha vida as cores vão alternando, mas as cores vivas e fortes são as que mais predominam. Para começar, nada melhor que vos dar uns traços gerais de quem sou e do que faço.

Tenho 23 anos, sou natural de Castelo Branco e estou a acabar uma licenciatura em enfermagem na Guarda, e estou a adorar a cidade e o curso. Estou na fase de estágio e tenho visto coisas que me intrigam bastante.

No outro dia Uma adolescente de 16 anos pensava que estava grávida, mas não tinha a mais vaga noção de onde ficava sua vagina. Quando nós lhe dissemos a localização exata de seu órgão sexual, ela respondeu. “Ah, eu pensava que era aqui” - e apontou para o umbigo!”.

Uma pessoa vai para casa a pensar. O que ao início pode ter alguma graça, perde-a por completo se aprofundarmos o assunto. Certamente esta rapariga tem alguma carência de atenção por parte dos pais, pois há coisas básicas que devem ser transmitidas de pais para filhos.

Como é possivel aparecerem situações destas em pleno séc XXI? O que mais me choca é que são recorrentes as situações "estranhas" que me deixam a pensar, e estou a estagiar à 3 meses. Se a minha carreira for longa, assim o espero, certamente aparecerão situações semelhantes, só espero não me habituar a eles e começar a considerá-las normais. 

Estejam atentos, o próximo post sai em breve :)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D