Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Folhas Soltas

Folhas Soltas

Abraçar o inverno

Novembro 07, 2018

Laura Correia

inverno.jpg

 

Todos sabemos que, com a chegada do inverno, apetece ficar em casa deitadinhos na cama a ver televisão ou a ler um livro, com uma manta super quente e uma chávena de chocolate quente. Mas o inverno não tem de ser só isso: podemos aproveitá-lo de diferentes formas e fazer as mesmas coisas que fazemos no verão: sair com os amigos e passear.

As gripes, constipações e alergias são muito comuns nesta época, pois a nossa imunidade tem uma quebra. É necessário prevenir, mas sem nos privarmos de atividades que nos dão prazer. Devemos manter-nos saudáveis e ativos mesmo em temperaturas baixas.

Primeiro, esqueçam os aquecedores ligados durante muito tempo e a altas temperaturas. Temperaturas acima dos 20 graus fragilizam-nos a garganta e o nariz, para não falar do choque térmico que pode causar ao mudarmos de divisão ou até mesmo ao sair à rua. Utilizem roupa leve, que permita ao vosso corpo adaptar-se às temperaturas exteriores e interiores. Por exemplo, eu costumo vestir um casaco mais quente para a rua, mas, no trabalho, tenho sempre uma roupa mais fresca por baixo. Assim, evito ficar demasiado quente quando tenho que sair. O exercício físico deve ser praticado tanto no verão como no inverno. É a forma mais económica e saudável de nos mantermos quentes!

As refeições e bebidas quentes apetecem tanto com a chegada do frio. Por isso, sopas, chá e outras bebidas quentes são bem-vindas, mas mantenham-se afastados do açúcar e da gordura. Evitem tomar duche com água muito quente. Apesar de saberem bem, principalmente de apanharmos chuva, tornam a pele mais seca e fragilizada.

Quando está a chover, muitas pessoas querem passear, mas, claro está, é complicado com a chuva, não é? E qual é o primeiro lugar que se lhes ocorre? O centro comercial. Eu evito sempre nestas alturas ir para o centro comercial quando está a chover, pois há sempre muita concentração de pessoas e, consequentemente, muita propagação de gripes e constipações. Nestas alturas, opto por ir para um café ou um bar aqui perto da minha casa. É uma forma de reunir com os amigos sem ter aquela confusão característica dos centros comerciais. 

Devemos manter a nossa casa arejada, tanto no verão como no inverno, para permitir a circulação de ar. Mantenham-se hidratados, a água é sempre essencial para o bom funcionamento do nosso corpo. Se forem conduzir, tenham em atenção: o estado dos pneus, a visibilidade e se têm os faróis todos a funcionar (principalmente para dias de chuva).

Aproveitem o frio!

Tic-toc...

Novembro 02, 2018

Laura Correia

tempo.jpg

 

Já alguma vez sentiram que o tempo está a passar demasiado rápido e que não conseguem fazer aquilo que querem? É isso que tenho sentido nestes últimos meses. Sinto que os dias passam a correr, tanto no trabalho como em casa, faço tanta coisa e, no fim, acabo por não ter tempo quase nenhum para mim. Normalmente, tenho os meus dias completamente preenchidos por trabalho, e, desde há alguns meses para cá, tenho sentido que não tenho oportunidade de fazer aquilo que realmente gosto e que me tem feito falta: fotografar. O que é certo, é que agora, com os dias mais cinzentos e chuvosos, não dá para sair tanto para fotografar, mas, mesmo no verão, sinto que foi algo que me fez bastante falta.

Já nem falo em ir até à praia, apesar de ser algo de que sou adepta, o que me faz falta mesmo é fotografar. Dizem que o tempo "voa" quando nos estamos a divertir. Em algumas situações, eu acredito que seja assim. No meu caso voou com o trabalho, e eu acabei por me divertir pouco. Talvez tenha assim parecido, pois ao ocupar a minha mente não tinha tanta noção do tempo a passar e, por isso, achava que estava tudo a passar a correr. Aproveitei o feriado de ontem para repensar na minha vida e naquilo que queria fazer daí em diante. Não quero continuar nesta correria, sem saber quando vou ter tempo para fazer as coisas de que eu gosto. Por isso fiz um acordo comigo mesma: todos os dias, depois do trabalho, ele fica lá mesmo: no trabalho. Não quero vir para casa a pensar em soluções para os problemas, nem cansada, nem a pensar no que aconteceu. Eu envolvo-me demasiado e ponho todas as minhas forças em tudo aquilo que faço, mas agora também preciso de pensar em mim e na minha saúde. Não posso tratar de ninguém se também estiver a sofrer, não é? Por isso o que resta do meu dia, vou aproveitar para sair, fotografar, estar com amigos, ver séries e filmes, enfim, tudo aquilo que me dá prazer. E acordei comigo mesma que não me posso sentir culpada por esta decisão, e não posso pensar nela como sendo egoísta, pois toda a gente merece tempo para cuidar de si, certo? 

Para mim era complicado também gerir o meu tempo devido ao cansaço, queria fazer tudo ao mesmo tempo, o que me levava a ser um pouco preguiçosa a fazer depois quer seja o que fosse. Mas isso tem de mudar, o meu tempo tem de ser bem aproveitado, pois não serei jovem para sempre. Uma alimentação saudável, praticar desporto e ter um pensamento positivo, serão os meus aliados nesta etapa. E vocês, também sentem-se assim às vezes?

As fibras também são nossas amigas!

Outubro 25, 2018

Laura Correia

 

Como já vos tinha dito há alguns posts atrás, tenho vindo a tomar alguns cuidados com a minha alimentação e a inserir aos poucos alguns produtos que antes não consumia. Hoje trago-vos uma novidade que descobri à pouco tempo: as cascas de psilio. 

Então, o que são as cascas de psilio? perguntam vocês. Pois bem, as cascas de psilio são as cascas da semente da planta plantago que ajudam na limpeza do intestino e, ao contrário das outras fibras, não causam tantos gases. Esta fibra é muito usada por quem tem problemas intestinais e não só, pois também ajuda a emagrecer (reduz o apetite) e é benéfica para quem sofre de diabetes! Elas podem ser utilizadas em papas, bolos, massa de pizza, pão, bolachas, crepes, panquecas... enfim, em quase tudo!

Adotei esta fibra sem gluten ao pequeno almoço, onde faço umas panquecas deliciosas! Deixo-vos aqui a receita se estiverem curiosos:

Ingredientes:

  • 1 ovo
  • 1/2 colher de sobremesa de psilio
  • 1/2 colher de sobremesa de farinha sem gluten
  • 1 colher de sobremesa de chia
  • 1 banana
  • 1 colher de chá de canela

Depois é só misturar tudo e levar à frigideira, como se fazem as panquecas normais. Como topping, normalmente opto por mel ou então algum doce caseiro.

E vocês, já experimentaram as cascas de psilio? Contem-me tudo!

Cuidados de pele no outono/inverno

Outubro 19, 2018

Laura Correia

Para mim, as estações mais frias do ano - outono e inverno - são as mais "chatas": aquele frio que, por mais que me agasalhe, custa a passar, a pele resseca, o cabelo tem tendência a cair mais... Por isso, faço muitas pesquisas sobre como cuidar da minha pele durante estas estações. Hoje decidi trazer-vos alguns conselhos que tenho aplicado no meu corpo e cabelo:

  1. Hidratação - é o ponto número um e o mais importante. Escolham um bom creme hidratante para a vossa pele e evitem usar bases de maquilhagem muito pesadas.
  2. Limpeza de rosto - os tónicos são muito importantes para uma limpeza de pele, precisamente por nos livrarem daquelas peles secas "chatinhas".
  3. FPS sempre - há aquele mito de que não precisamos de usar produtos com FPS (Fator de Proteção Solar) durante o inverno, mas é apenas isso - um mito. Apesar da radiação ser menor no outono e no inverno, ela está presente e pode danificar a nossa pele.
  4. Shampoos - peçam ajuda numa farmácia para encontrar o shampoo ideal, que proteja o couro cabeludo, evitando que o cabelo caia em demasia. Normalmente, lavo o cabelo de 2 em 2 dias e em água morna, ajuda muito a prevenir a queda.
  5. Gel de duche - optem por gel de duche ou sabonete hidratante, evitem aqueles muito agressivos e evitem tomar banho em água muito quente, pois resseca mais a pele.
  6. Cuidado com os lábios - nesta estação noto maior diferença nos meus lábios: ficam secos e, por isso, começam a "rachar". Protetor labial é importante.
  7. Beber muita água - podem nem ter muita sede, mas é importante que bebam muita água. É essencial para manter a nossa pele hidratada. 
  8. As mãos também merecem atenção - no meu caso, as minhas mãos sofrem mais com o frio, por isso ando sempre com um creme hidratante de mãos na mala, para aplicar durante o dia.
  9. Evitem o ar condicionado - eles ressecam muito a pele.
  10. Esfoliação - uma boa esfoliação ajuda a remover as peles secas.

É importante cuidarmos da nossa pele durante o ano todo, não apenas no verão quando vamos para a praia. E não é assim tão dificil. Depois de encontrarem os produtos adequados para a vossa pele e estabelecerem uma rotina, irão ver diferenças e a vossa pele agradece! Não se esqueçam que manter um estilo de vida saudável, com uma alimentação equilibrada e fazer exercício físico também traz ótimos resultados para a pele.

Um misto de emoções

Outubro 10, 2018

Laura Correia

Olá!

Como devem calcular, o estágio acabou há algum tempo e tenho-me sentido um pouco em baixo. Em parte, porque criei grandes amizades com todos os meus colegas de trabalho, e também com os pacientes do hospital. No entanto, acho que o que me deixa mais saudade é a ilha… o mar… poder sair à rua sem aquele stress característico das grandes cidades. Sinto aquela tristeza boa, sabem? Ao recordar os momentos que passei na ilha, as coisas que fiz… enfim. Sinto-me eternamente grata por tudo aquilo que a ilha me deu, e extremamente feliz por ter embarcado nesta aventura, que fez-me crescer e, sobretudo, apreciar mais sair da minha zona de conforto. Pois é verdade o que dizem, “a vida acontece fora da tua zona de conforto”.

Dou por mim a pensar em coisas tolas do trabalho, como a rapariga que não sabia onde ficava o seu órgão sexual, lembram-se? Mas que nos valeu horas de riso, que desanuviaram um pouco do ambiente caótico que é um hospital.

Mas, como nem tudo é mau, estou de volta à minha terra e à minha família. Apesar de ser por pouco tempo, estava a precisar de umas fériazitas… sinto-me bem, mas falta algo. Não sei, preciso embarcar numa viagem para descobrir a “peça do puzzle” que falta (quem sabe voltar aos Açores!).

Por enquanto vou aproveitar o máximo possível... quem sabe se no próximo post não tenha já descoberto qual a peça que falta!

Até breve

Os probióticos são nossos amigos?

Maio 28, 2018

Laura Correia

imagem 3.jpg

Desde há uns tempos para cá que me tenho preocupado bastante com o meu corpo e com aquilo que come e fui lendo bastante sobre probióticos. Para vos ajudar vou fazer um pequeno resumo sobre probióticos e o porquê de os ingerir. 

Os probióticos são bactérias benéficas presentes principalmente no intestino responsáveis pela absorção de nutrientes e por melhorar sistema imunológico. Elas melhoram a saúde do intestino e a capacidade do seu corpo de absorver nutrientes e combater infecções. Eles estão presentes em alimentos naturais; por isso vamos falar sobre os alimentos que são ricos em probióticos, e como a falta deles no organismo pode ser prejudicial.

Alimentos probióticos:

  • Kefir - Semelhante ao iogurte, o Kefir é uma combinação única de leite e grãos de kefir.
  • Vinagre De Maçã - Ótimo para controlar a pressão arterial, colesterol, diabetes e até mesmo perda de peso, o vinagre de maçã possui vários benefícios para a saúde.
  • Chocolate Amargo -  que possui uma maior concentração de cacau (a partir de 70%) é rico em probióticos e prebióticos. O recomendado é que seja consumido ao menos 4 tabletes de chocolate ou de duas colheres de cacau em pó. Ele ajuda a manter a saúde intestinal, prevenindo o intestino preso e aumentando os agentes anti-inflamatórios.
  • Ervilhas Verdes - Elas possuem um poderoso probiótico que se desenvolve mediante baixas temperaturas. Cuidam da sua saúde digestiva, imunidade e limpam o organismo de toxinas.
  • Kimchi  é um prato oriental, comum na culinária vegana. Preparada com pasta de pimenta vermelha, camarão salgado ou pó de algas. De acordo com pesquisas, além de cuidar do seu intestino, esse prato ainda ajuda no emagrecimento natural. Porém, certifique-se que esteja livre de conservantes, soja e outro alimentos prejudiciais. O melhor seria preparar o kimchi em casa.
  • Azeitonas Verdes

Benefícios dos probióticos: 

Aqui estão algumas condições para as quais a pesquisa científica mostrou que o uso de probióticos é eficaz:

  • diarréia do viajante;
  • diarréia causada por antibióticos;
  • Infecções
  • colite ulcerativa;
  • bolite;
  • cólica em bebes

Há alguns anos, os probióticos vêm crescendo em popularidade. Pesquisas sobre esses aliados da nossa saúde estão progredindo e nosso conhecimento atual nos leva a acreditar que os probióticos têm muitas outras surpresas agradáveis ​​reservadas para nós e que sim, são nossos amigos.

Espero que tenha sido útil. Até ao próximo artigo.

3 Meses na ilha de São Miguel

Novembro 16, 2017

Laura Correia

jjjl.jpg

 

Olá. Hoje vou-vos contar a minha experiencia de 3 meses nos Açores. Como sabem estou a acabar uma licenciatura em enfermagem na Universidade da Guarda, mas dentro destes anos tive algumas experiencias que vos quero contar. Uma delas foi precisamente nos Açores, em Ponta Delgada. Surgiu a possibilidade de fazer um estágio de 3 meses no Hospital do Divino Espirito Santo em Ponta Delgada e não hesitei. Sempre me falaram muito bem da ilha e eu fui comprovar se tudo o que dizem é verdade e desde já vos digo, se ainda não foram lá, têm que ir.

Se no primeiro post falei de algumas experiencias no local de trabalho, hoje vou-vos falar um pouco sobre a ilha e o meu novo hobbie. Ao início estava com algum receio, pois não sou uma rapariga muito aventureira. Estou a estudar a 50km de casa e nunca fiquei muito tempo longe de casa, mas achei que tinha chegado a altura. Tendo em conta a situação dos enfermeiros em Portugal não se sabe se no futuro terei que optar por ir para fora, e esta foi uma experiencia que me permitiu antever uma possível saída do país.

Nos açores fiz o que qualquer pessoa vem de fora faz: visitei a lagoa das sete cidades, visitei as furnas, o hotel terra nostra, visitei algumas praias muito bonitas, e provei alguns pratos e iguarias típicas dos açores. Quando cá vierem têm de provar as lapas. Outra coisa que fiz e adorei foi pesca desportiva. Como sabem eu sou natural de Castelo Branco, e apesar de termos lá na região alguns lagos, não temos nada comparado com o que há aqui e muito menos o constante contacto com o mar que as pessoas de Ponta Delgada têm.

Talvez por estar um pouco distante do mar, este foi um dos elementos da ilha que me suscitou mais interesse. No final do meu turno ia muitas vezes para a marina de Ponta Delgada passear junto ao mar e sentia-me muito bem.
Certo dia, a passear com uma amiga vi uma coisa chamada Azores Fishing (deixo-vos aqui o site https://www.azoresfishing.pt) e dentro de muitas experiencias que tinham para oferecer tinham uma que era “sea trip” e foi a que nós fizemos.

F-á-n-t-á-s-t-i-c-o, recomendo! Pelas paisagens, pela sensação de estar no mar a passear (para mim foi uma novidade), pelo contacto com os peixes. Nunca pensei que seria uma experiencia que me ia completar tanto. Apesar desta atividade eles têm outras tantas à disposição da comunidade, incluindo a pesca desportiva. Desde a primeira experiencia que sempre que posso me aventuro e vou para o Mar. 

Experimentem, vão adorar!!

Apresentação

Outubro 09, 2017

Laura Correia

 

Olá! O meu nome é Laura e criei este blog para vos falar de mim e do que habitualmente faço. Vejam este blog como uma espécie de diário público onde publicarei as minhas vivências, as minhas felicidades, os meus desgostos, as minhas viagens. Tudo o que achar pertinente. Espero que gostem, e caso se identifiquem com o que irei escrever, não hesitem em deixar um comentário, a entrar em contacto comigo… Sintam-se livres para falar comigo, pois é assim que me sinto quando escrevo.

Tirem o L do meu nome, sabem o que dá? “aura”. Segundo as interpretações místicas a forma e a cor da aura refletem o estado físico, mental e emocional da pessoa. Eu explico: segundo diversas tradições esotéricas e cultos ligados ao espiritualismo, a aura é um campo energético que envolve o nosso corpo físico e nos dá toda a leitura emocional do nosso corpo. Nossos medos, nossas angústias, nossas raivas, enfim, todo o emocional. Nossa aura tem 7 faixas, cada faixa tem uma cor, cada cor está relacionada com a cor dos nossos chacras. Assim, quando você está de bem com a vida, num estado de espírito muito bom, as cores da aura são bem vivas e bem fortes.

Na minha vida as cores vão alternando, mas as cores vivas e fortes são as que mais predominam. Para começar, nada melhor que vos dar uns traços gerais de quem sou e do que faço.

Tenho 23 anos, sou natural de Castelo Branco e estou a acabar uma licenciatura em enfermagem na Guarda, e estou a adorar a cidade e o curso. Estou na fase de estágio e tenho visto coisas que me intrigam bastante.

No outro dia Uma adolescente de 16 anos pensava que estava grávida, mas não tinha a mais vaga noção de onde ficava sua vagina. Quando nós lhe dissemos a localização exata de seu órgão sexual, ela respondeu. “Ah, eu pensava que era aqui” - e apontou para o umbigo!”.

Uma pessoa vai para casa a pensar. O que ao início pode ter alguma graça, perde-a por completo se aprofundarmos o assunto. Certamente esta rapariga tem alguma carência de atenção por parte dos pais, pois há coisas básicas que devem ser transmitidas de pais para filhos.

Como é possivel aparecerem situações destas em pleno séc XXI? O que mais me choca é que são recorrentes as situações "estranhas" que me deixam a pensar, e estou a estagiar à 3 meses. Se a minha carreira for longa, assim o espero, certamente aparecerão situações semelhantes, só espero não me habituar a eles e começar a considerá-las normais. 

Estejam atentos, o próximo post sai em breve :)

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D